O secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, anunciou hoje dois novos casos de transmissão local do novo coronavírus em Angola, que soma atualmente 52 infetados, dos quais três óbitos.

Os dois casos foram identificados no bairro Hoji Ya Henda, município do Cazenga em Luanda, que está sob cerca sanitária.

Trata-se de um homem de 29 anos, da Guiné-Conacri, e outro de 40 anos, angolano, ambos com ligação direta ao “caso 31”, um cidadão guineense que regressou de Portugal em 17 de marco.

Os casos agora diagnosticados já estavam nos centros de quarentena institucional, mantendo-se a cerca sanitária no bairro, onde já foram colhidas 3.335 amostras e encaminhadas para o Instituto Nacional de Investigação e Saúde.

Já no caso do Cassenda, outro bairro de Luanda associado à transmissão local, por contágio do “caso 26”, a cerca sanitária vai ser levantada na quarta-feira, depois de terem sido testadas 160 pessoas com resultados negativos.

A cerca mantém-se no outro bairro associado a este caso, o Futungo de Belas, onde estão ainda a ser processadas amostras.

Angola regista 52 casos de infeção pelo novo coronavírus, entre os quais três óbitos, 17 recuperados e 32 ativos clinicamente estáveis, todos internados.

Entre estes contam-se 25 casos de transmissão local, incluindo o caso anunciado na segunda-feira como possível transmissão comunitária, que está ainda a ser investigado, segundo Franco Mufinda.

Foram recolhidas até ao momento 6.693 amostras colhidas no total, das quais 429 em processamento.

Estão 1.055 pessoas na quarentena institucional, foram investigados 446 casos suspeitos e estão em investigação outros 1.176 casos.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 318 mil mortos e infetou mais de 4,8 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 1,7 milhões de doentes foram considerados curados.

Em África, há 2.836 mortos confirmados, com mais de 88 mil infetados em 54 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia no continente.

Em Portugal, morreram 1.247 pessoas das 29.432 confirmadas como infetadas, e há 6.431 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Publicidade