O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, voltou a circular hoje nas ruas de Brasília, apesar de o Governo promover isolamento social, e disse que ninguém vai limitar a sua “liberdade de ir e vir”.

“Eu tenho o direito constitucional de ir e vir. Ninguém vai tolher minha liberdade de ir e vir. Ninguém”, afirmou o Presidente brasileiro, ao ser questionado por que desrespeitou as orientações das autoridades sanitárias, incluindo o Ministério da Saúde, que mantém uma recomendação favorável ao isolamento social para prevenir a propagação da pandemia de covid-19.

O chefe de Estado brasileiro visitou áreas comerciais e residenciais nas ruas da capital brasileira e tirou fotografias com apoiantes que se aglomeraram à sua volta.

Bolsonaro já criticou diversas vezes o isolamento social adotado por autoridades locais e governadores regionais, afirmando que os brasileiros sem doenças prévias e que não estão nos grupos de risco deveriam retomar normalmente as suas atividades, incluindo a circulação nas ruas, para evitar um colapso da economia.

O último balanço divulgado pelo Ministério da Saúde do Brasil indicou que 941 pessoas morreram e houve o registo de 17.857 casos da covid-19 confirmados no país até o momento.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 96 mil mortos e infetou quase 1,6 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Os Estados Unidos são o país mais afetado em número de casos, com 466.299 infetados e 16.686 mortos.

Publicidade