Cabo Verde registou hoje mais nove casos positivos de coronavírus, todos na cidade da Praia, elevando o total acumulado no país para 380, e mais 13 recuperados, que, pelo quarto dia consecutivo, são mais do que casos novos.

Em comunicado, o Ministério da Saúde cabo-verdiano informou que o Laboratório de Virologia analisou 104 amostras, das quais nove deram resultado positivo, e todos na cidade da Praia.

A mesma fonte referiu ainda que a capital do país registou mais 13 doentes recuperados, passando o total no município para 97, no quarto dia seguido em que as altas são superiores aos casos novos.

Cabo Verde passou a ter um acumulado de 380 casos de covid-19, três óbitos e 155 doentes recuperados (40,7%), mas apenas a ilha de Santiago apresenta ainda casos ativos da doença, num total de 231.

Todos os 56 casos diagnosticados na ilha da Boa Vista já foram dados como recuperados, o mesmo acontecendo com os três casos em São Vicente.

A ilha de Santiago, a única do arquipélago em estado de emergência, até às 24:00 do dia 29 de maio, totaliza 321 casos (84,5% do total do país) diagnosticados da doença, dos quais 313 na Praia, o principal foco da pandemia no arquipélago.

Dois doentes foram ainda transferidos para os seus respetivos países e Cabo Verde conta neste momento com 220 casos ativos de covid-19.

“Os doentes com infeção ativa continuam em isolamento e com evolução favorável, com exceção de um doente está em estado grave”, lê-se no comunicado, assinado pelo ministro da Saúde e Segurança Social de Cabo Verde, Arlindo do Rosário.

As autoridades de saúde cabo-verdiana reforçaram ainda o apelo para que as pessoas fiquem em casa e tomem os devidos cuidados para evitar a propagação da covid-19.

Também notaram que continuam a ser realizadas testes rápidos gratuitos para deteção de anticorpos da doença em diversos bairros do concelho da Praia.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou quase 330 mil mortos e infetou mais de 5,1 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 1,9 milhões de doentes foram considerados curados.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Publicidade