O diretor nacional de Saúde de Cabo Verde, Artur Correia, afirmou hoje que o país está numa situação “estacionária” da progressão da covid-19, tendo mesmo registado um grau de transmissibilidade de infeção (RT) inferior a 1 nos últimos dias.

“Estamos numa situação estacionária e os votos são para continuar com essa tendência”, disse Artur Correia, na conferência de imprensa diária de balanço da pandemia de covid-19, realizada ao final do dia, durante a qual analisou os dados epidemiológicos das últimas semanas.

Cabo Verde apresenta um acumulado de 390 casos de covid-19 desde 19 de março, três óbitos, 155 doentes recuperados e ainda 230 casos ativos.

Numa altura em que o país apresenta uma taxa de 40% de doentes recuperados, o diretor nacional de saúde enfatizou o RT estimado em Cabo Verde que, nas últimas semanas, em vários dias, chegou a ser inferior a 1 – significa que cada pessoa infetada está a transmitir o vírus, em média, a menos de uma pessoa -, mantendo-se nos restantes dias “muito próximo de 1”, o que representa uma “estagnação da evolução de casos”.

“Isto é muito positivo, mostra que a evolução não tem acontecido de forma galopante, o que é muito animador para os próximos dias”, sublinhou Artur Correia.

O diretor nacional de Saúde revelou ainda que só na Praia, ilha de Santiago, foram realizados este mês cerca de 3.500 testes rápidos, que procuram comprovar se a população já teve contacto com o novo coronavírus, que provoca a covid-19, numa campanha intensificada nos últimos dias nos bairros da capital, que concentra 83% dos casos da doença de todo o país, precisamente “para perceber como está a acontecer a circulação” da doença.

“Esta intensificação que estamos a fazer na Praia tem-nos permitido estar mais próximo do vírus. Estamos a fazer um seguimento muito mais próximo, a fazer diagnósticos e uma atuação muito mais precoce”, enfatizou Artur Correia, acrescentando que além dos testes rápidos já foram feitos outros 3.500 testes de diagnóstico da covid-19.

O Ministério da Saúde de Cabo Verde anunciou hoje mais 10 novos doentes com covid-19, todos na cidade da Praia, elevando o total nacional de casos para 390 desde 19 de março.

Além disso, todos os 56 casos diagnosticados na ilha da Boa Vista já foram dados como recuperados, o mesmo acontecendo com os três casos em São Vicente.

A ilha de Santiago, a única do arquipélago em estado de emergência, até 29 de maio, representa 85% do total de casos da doença diagnosticados no país, dos quais 323 na Praia – 224 ainda ativos -, que é o principal foco da pandemia no arquipélago.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou quase 345 mil mortos e infetou mais de 5,4 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 2,1 milhões de doentes foram considerados curados.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Publicidade