As autoridades cabo-verdianas registam quatro casos de covid-19 no arquipélago, um dos quais confirmado nas últimas horas na cidade da Praia, um cidadão cabo-verdiano que regressou de França num voo através de Lisboa.

Em conferência de imprensa realizada hoje, o ministro da Saúde, Arlindo do Rosário explicou tratar-se do primeiro caso na capital cabo-verdiana, um cidadão nacional de 43 anos, residente na Praia e que regressou no dia 18 de março ao país.

Segundo o governante, o paciente encontra-se “clinicamente estável, sem febre e sem falta de ar”, e está a receber “todos os cuidados necessários para evitar novos contágios e promover a sua total recuperação”.

Também presente na conferência de imprensa, o Diretor Nacional de Saúde de Cabo Verde, Artur Correia, explicou que o cidadão cabo-verdiano “entrou assintomático, como passageiro normal”.

“Entrou em quarentena e depois manifestou sintomas. Continua no isolamento”, disse o responsável.

“Estamos com quatro casos importados, não temos casos de transmissão local”, garantiu ainda Artur Correia.

Os restantes três casos de covid-19 foram registados na ilha da Boa Vista, todos turistas estrangeiros, um dos quais, um cidadão inglês de 62 anos, acabou por morrer.

Permanecem internados no centro de saúde da Boa Vista, ilha que se encontra em quarentena, um turista inglês e outra dos Países Baixos. Esta última, segundo Arlindo do Rosário, inspira cuidados e deverá ser transportada para os Países Baixos ainda hoje.

“O estado clínico é grave, mas está em condições para se fazer essa evacuação e por isso mesmo chegará ainda hoje o avião”, disse o ministro.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 400 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram cerca de 18.000.

O continente africano registou 58 mortes devido ao novo coronavírus, aproximando-se dos 2.000 casos em 45 países e territórios, segundo as estatísticas mais recentes.

Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena, estado de emergência e o encerramento de fronteiras.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here