A China registou cinco mortes e 45 novos casos da covid-19, nas últimas 24 horas, anunciaram hoje as autoridades.

A Comissão de Saúde da China indicou todas as mortes ocorreram na província de Hubei, onde o vírus foi detetado em dezembro.

Até às 00:00 (16:00 de sexta-feira em Lisboa), as autoridades identificaram 45 novos casos, dos quais 44 importados, ou seja, diagnosticados em pessoas provenientes do estrangeiro, acrescentou.

As autoridades disseram que 477 pessoas tiveram alta hospitalar, o que eleva a 75.448 o número total de doentes que recuperaram da doença.

Para impedir uma segunda vaga de contágios, o Governo chinês impôs uma quarentena rigorosa de 14 dias a quem entrar na China no país e decidiu suspender temporariamente a entrada no país de cidadãos estrangeiros, incluindo quem possui visto de negócios ou de estudo, ou autorização de residência por motivos de trabalho ou de reunião familiar.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 640 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 30.000.

Dos casos de infeção, pelo menos 130.600 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Publicidade