“Os Estados-membros estão a trabalhar com a Comissão Europeia para preparar uma linha de prevenção e contenção” e “vão reunir todas as quartas-feiras” para discutir o assunto, referiu Ana Paula Zacarias na comissão parlamentar dos Assuntos Europeus, onde decorre hoje a audição regimental do ministro dos Negócios Estrangeiros.

A secretária de Estado lembrou que a União Europeia já disponibilizou um primeiro pacote financeiro para dedicar à prevenção da transmissão do novo coronavírus.

“A Comissão disponibilizou 232 milhões de euros – 114 dos quais serão [canalizados] para a Organização Mundial de Saúde, 15 milhões para o Instituto Pasteur, em África, 100 milhões para investigação de uma terapia e três milhões para o mecanismo de proteção que organiza voos de repatriamento dos cidadãos infetados”, explicou.

Ana Paula Zacarias referiu ainda que, embora não haja contaminação através de alimentos, a evolução do Covid-19 poderá levar a “um impacto económico muito importante no comércio”.

O balanço provisório da epidemia do coronavírus Covid-19 é de pelo menos 2.763 mortos e cerca de 81 mil infetados, de acordo com dados reportados por mais de 40 países e territórios.

Das pessoas infetadas, quase 30 mil já recuperaram.

Além de 2.717 mortos na China, onde o surto começou no final do ano passado, há registo de vítimas mortais no Irão, Itália Coreia do Sul, Japão, Filipinas, França e Taiwan.

A Organização Mundial de Saúde declarou o surto do Covid-19 como uma emergência de saúde pública de âmbito internacional e alertou para uma eventual pandemia, após um aumento repentino de casos em Itália, Coreia do Sul e Irão nos últimos dias.

O único caso conhecido de um português infetado pelo novo vírus é fora de Portugal, trata-se de um tripulante de um navio de cruzeiros que foi internado num hospital da cidade japonesa de Okazaki, situada a cerca de 300 quilómetros a sudoeste de Tóquio.

Publicidade