Cabo Verde registou hoje o sétimo caso de covid-19, agora em São Vicente, que passa a ser a terceira ilha do país com casos, de acordo com uma nota do Ministério da Saúde cabo-verdiano.

Há vários dias que este caso, envolvendo uma cidadã de nacionalidade chinesa, estava sinalizado como suspeito pelas autoridades de saúde, mas o teste às amostras recolhidas só agora foi concluído, no Laboratório de Virologia do Instituto Nacional de Saúde Pública de Cabo Verde, na cidade de Praia, ilha de Santiago.

Segundo a mesma nota, a mulher já se encontrava internada, em isolamento, no Hospital Dr Baptista de Sousa, no Mindelo, ilha de São Vicente.

“A situação clínica da doente é estável. Os procedimentos previstos na abordagem de casos suspeitos e positivos foram e estão sendo cumpridos”, acrescenta a nota, remetendo mais informações para uma conferência de imprensa que terá lugar este sábado, pelas 10:00 (12:00 em Lisboa).

“O Ministério da Saúde e da Segurança Social apela a toda a população, especialmente os que estão em São Vicente, para o cumprimento rigoroso do estado de emergência e continuar a implementar as medidas preventivas”.

Cabo Verde cumpre hoje o sétimo dia, de 20 previstos, de estado de emergência para conter a pandemia provocada pelo novo coronavírus, com a população obrigada ao dever geral de recolhimento, com limitações aos movimentos, empresas não essenciais fechadas e todas as ligações interilhas suspensas.

Os restantes seis casos confirmados de covid-19 em Cabo Verde dividem-se em quatro na ilha da Boa Vista e dois, um casal, na cidade da Praia (ilha de Santiago).

Um dos casos da Boa Vista, um turista inglês de 62 anos, acabou por morrer, e o colega de viagem, também confirmado com covid-19, já regressou ao país de origem.

Também uma turista dos Países Baixos, o terceiro caso naquela ilha, foi transportada para o seu país, inspirando cuidados.

O quarto caso de covid-19 na Boa Vista foi confirmado num trabalhador de dois hotéis que estavam em quarentena.

Dos três casos ativos em Cabo Verde, nenhum inspira cuidados e um está mesmo assintomático, de acordo com as autoridades de saúde.

O arquipélago de Cabo Verde está fechado a voos internacionais, para travar a progressão da pandemia, e com o estado de emergência decretado no domingo foram também suspensos os voos entre ilhas.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de um milhão de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 57 mil.

Dos casos de infeção, mais de 205 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu, com cerca de 587 mil infetados e quase 42 mil mortos, é aquele onde se regista o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, 14.681 óbitos em 119.827 casos confirmados até hoje.

Publicidade