A fabricante de aeronaves brasileira Embraer irá retomar operações e o atendimento de seus clientes após uma paralisação temporária das suas fábricas no Brasil, informou hoje em comunicado a empresa.

“Diante da função essencial que o setor de transporte vem exercendo no mundo para o combate à covid-19, a Embraer decidiu retomar operações críticas ao atendimento das necessidades dos clientes, dos serviços públicos e da população”, lê-se na nota.

Segundo a Embraer, as atividades essenciais foram definidas durante o período de paralisação temporária das fábricas no Brasil e incluem serviços de apoio à operação dos clientes, manutenção e a fabricação de aeronaves.

A empresa acrescentou que “um grupo de trabalho da companhia também está dedicado a atuar em atividades de colaboração que possam aumentar a disponibilidade de equipamentos e soluções para o combate à covid-19 no país, como fabricação de peças para a indústria de ventiladores e respiradores”.

A Embraer destacou que realizou diversos esforços para adequar os postos de trabalho e áreas comuns nos dias em que suas unidades ficaram fechadas quando houve “intensificação da higienização das fábricas, adequação de refeitórios e áreas de trabalho para garantir distanciamento mínimo entre pessoas e reforço da comunicação sobre cuidados e ações preventivas”.

Segundo a empresa, os funcionários das frentes de atividades essenciais que puderem exercer o trabalho à distância permanecerão nas suas residências.

Para os colaboradores que não forem das áreas críticas, a Embraer decidiu conceder férias coletivas entre 01 e 09 de abril, com regresso previsto em 13 de abril.

A fabricante de aeronaves brasileira acrescentou que todas as medidas adotadas seguem as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

O número de mortos no Brasil devido ao novo coronavírus aumentou para 136 e o país registou 4.256 infetados no domingo, segundo o Ministério da Saúde.

A Embraer é fabricante e líder mundial de aeronaves comerciais com até 150 assentos e tem mais de 100 clientes em todo o mundo.

A empresa brasileira mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

Em Portugal, no Parque de Indústria Aeronáutica de Évora, funcionam duas fábricas da Embraer, sendo que a empresa também é acionista da OGMA – Indústria Aeronáutica de Portugal, com 65% do capital, em Alverca.

Publicidade