A epidemia ligada ao coronavírus pode fazer com que as companhias aéreas deixem de ganhar 27,8 mil milhões de dólares (25,7 mil milhões de euros), afirmou hoje a Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA).

Só no mercado interno chinês, as potenciais perdas de receitas podem chegar a 12,8 mil milhões de dólares.

Segundo a IATA, a descida do número de passageiros em relação a 2019 pode ser de 8,2% em 2020 na região Ásia-Pacífico.

“Esse cenário pode traduzir-se numa perda de receitas de 27,8 mil milhões de dólares em 2020 para as transportadoras da região”, de acordo com o comunicado da IATA.

O coronavírus Covid-19 provocou 2.129 mortos e infetou mais de 75.000 pessoas a nível mundial.

A maioria dos casos ocorreu na China, onde o novo vírus foi detetado no final de 2019, na província de Hubei, a mais afetada pela epidemia.

Além de 2.118 mortos na China continental, morreram três pessoas no Japão, duas na região chinesa de Hong Kong, duas no Irão, uma nas Filipinas, uma em França, uma em Taiwan e uma na Coreia do Sul.

As autoridades chinesas isolaram várias cidades da província de Hubei, no centro do país, para tentar controlar a epidemia, medida que abrange cerca de 60 milhões de pessoas.

Publicidade