Espanha registou até agora 120 mortos com o novo coronavírus (36 mais do que quinta-feira) e 4.209 casos confirmados (1.205 mais), com Madrid a ser a região mais atingida, segundo a atualização feita hoje pelas autoridades sanitárias do país.

Quase metade do número total de positivos está localizada em Madrid (1990), que fechará a partir de sábado todos os estabelecimentos exceto lojas de alimentos e farmácias para evitar a propagação do coronavírus.

Depois de Madrid, a comunidade com mais casos é o País Basco (417), que decretou o estado de “alerta ou emergência sanitária” nesse território, o que lhe permite a partir de amanhã, se for considerado necessário, adotar medidas excecionais, como o isolamento de pessoas nas suas casas.

A Catalunha, com 316 casos positivos, é a terceira comunidade que registou mais casos, tendo o governo regional ordenado o isolamento da população residente nas localidades dos arredores de Barcelona de Igualada, Vilanova del Camí, Santa Margarida de Montbui e Òdena para evitar a propagação do surto do Covid-19 que afeta esta zona.

Na região de La Rioja há 243 positivos e para o resto das comunidades, os números são os seguintes Andaluzia, com 219; Castela-Mancha, com 194; Castela e Leão, 169; Navarra, 130; Valência, 94; Galiza, 85; Aragão, 80; Canárias, 70; Astúrias, 67; Extremadura, 39; Múrcia, 35; Baleares, 30 e Cantábria, 29.

A cidade espanhola no norte de África de Melilla acaba de notificar os seus dois primeiros casos positivos, enquanto Ceuta ainda não tem nenhum caso confirmado.

O Governo espanhol anunciou na quinta-feira um “primeiro pacote” de medidas para lutar contra o novo coronavírus, do qual faz parte uma transferência de 2.800 milhões de euros para apoiar os sistemas de saúde do país, e recomendou a todas as comunidades autónomas o fecho das escolas em todos os níveis de ensino.

O poder regional espanhol tem a maior parte das competências em matéria de política de saúde ou de educação.

O Governo aprovou também, entre outras medidas, a criação de uma linha de crédito de 400 milhões de euros para ajudar as empresas dos setores de turismo, transporte e hotelaria a aliviar os efeitos da crise causada pelo coronavírus.

O campeonato espanhol de futebol estará suspenso nas duas próximas jornadas, tanto na primeira como na segunda divisões, e os jogadores de futebol e basquetebol do Real Madrid estão de quarentena, depois de ter sido confirmado um caso positivo de coronavírus.

Na fronteira sul de Espanha, Marrocos decidiu fechar as fronteiras e suspender o tráfego aéreo e marítimo entre os dois países.

O novo coronavírus responsável pela Covid-19 foi detetado em dezembro, na China, e já provocou mais de 4.900 mortos em todo o mundo, levando a OMS a declarar a doença como pandemia.

O número de infetados ultrapassou as 131 mil pessoas, com casos registados em mais de 120 países e territórios, incluindo Portugal, que tem 112 casos confirmados.

Publicidade