O Governo angolano aprovou a abertura de um crédito adicional de 20 mil milhões de kwanzas para pagar despesas relacionadas com a prevenção e combate da covid-19, segundo um decreto presidencial a que a Lusa teve acesso.

O diploma, publicado em Diário da República no dia 01 de abril, refere que os 20 mil milhões de kwanzas (34 milhões de euros) serão distribuídos pelas “Unidades Orçamentais com necessidades inerentes” ao objeto do decreto que refere a “implementação de mecanismos e medidas para prevenir e conter a transmissão e expansão” da doença, bem como assegurar “condições mínimas indispensáveis para o combate da pandemia”.

Angola regista atualmente oito casos positivos de infeção pelo novo coronavírus, entre os quais dois morreram.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 905 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram quase 46 mil.

Dos casos de infeção, pelo menos 176.500 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O número de mortes em África subiu para pelo menos 209 num universo de mais de 5.940 casos confirmados em 49 países, de acordo com as estatísticas sobre a doença no continente.

Publicidade