O Governo angolano adiou novamente o prazo, para final de junho, para apresentação de propostas ao concurso público para a concessão do Terminal Multiuso do Porto de Luanda, devido ao estado de calamidade por causa da pandemia de covid-19.

Em comunicado, o executivo de Angola informou que a data de apresentação das propostas foi prorrogada para 30 de junho de 2020, às 17:00.

“Em função do estado de calamidade declarado pelo Governo angolano, devido à pandemia de covid-19, que levou ao encerramento das fronteiras angolanas, a Comissão de Avaliação de Concessões, responsável pelo Concurso Público para a concessão do Terminal Multiuso do Porto de Luanda, decidiu estender a data de apresentação das propostas”, lê-se na nota.

A concessão do Terminal Multiuso do Porto de Luanda poderá permitir um “encaixe expressivo para o Estado” angolano, conforme reconheceu em abril o ministro dos Transportes, Ricardo de Abreu.

O prazo para a apresentação de propostas ao concurso público para a concessão do Terminal Multiuso do Porto de Luanda, que tinha como prazo limite o dia 30 de março, foi prorrogado até ao dia 29 de maio devido ao estado de emergência imposto para conter a propagação da pandemia da covid-19 no país e agora para 30 de junho.

O Terminal Multiuso do Porto de Luanda é uma infraestrutura portuária que se dedica à operação simultânea de carga geral e contentores, possui um cais de 610 metros, uma profundidade de 12,5 metros e conta com uma área de 181 mil metros quadrados com capacidade para movimentar 2,6 milhões de toneladas por ano.

O Terminal Multiuso ficará sob gestão privada por um período de 20 a 25 anos.

Angola regista 77 casos de infeção e quatro mortos causados pelo novo coronavírus.

Publicidade