As autoridades timorenses apelaram hoje a que as quase 700 pessoas que completaram o seu período de quarentena e regressaram às suas casas mantenham as medidas preventivas, como forma de evitar contágio da covid-19 no país.

“Há muita gente a terminar a quarentena. Pedimos às pessoas que quando viajam para as suas cassas, para os municípios, mantenham o cumprimento das medidas preventivas”, disse hoje a diretora-geral da Prestação de Serviços de Saúde, Odete Viegas.

“Evitem sair de casa sem ser necessário, evitem grupos, mantenham distância social, usem máscaras se necessário e apliquem as medidas de limpeza”, disse em conferência de imprensa no Centro Integrado de Gestão da Crise (CIGC) do Governo timorense para a covid-19.

Odete Silva explicou que um total de 692 pessoas em todo o país concluíram já o seu período de quarentena, 590 em Díli e 102 nos restantes municípios.

Em quarentena continuam agora 986 pessoas, das quais 867 em locais estabelecidos pelo Governo e as restantes em casa.

A porta-voz do CIGC disse que se mantém os números relativamente a testes, com um caso positivo (o único até agora registado no país), 44 resultados negativos e dois casos suspeitos à espera de resultado.

A responsável do Governo disse que as autoridades estão a trabalhar num processo de “contenção alargada” procurando evitar que possa haver transmissão local.

Para isso, disse, estão mobilizados cerca de mil médicos e entre 500 a 1000 outros funcionários do sistema de saúde, números que podem aumentar se a atual situação se agravar.

Publicidade