A Itália declarou hoje mais 433 mortes por covid-19, o número mais baixo de vítimas desta semana, e confirmou a tendência de abrandamento dos efeitos da pandemia no país, que já provocou 23.660 óbitos.

De acordo com os dados apresentados pela Proteção Civil italiana, foram registados nas últimas 24 horas menos 49 mortos face aos 482 anunciados no sábado.

Paralelamente, o número total de casos de infeção desde que o surto foi detetado em Itália, em 21 de fevereiro, é de 178.972, ou seja, mais 3.047 novos casos diagnosticados em relação à véspera. Também a este nível se registou uma queda nos números, depois dos 3.491 novos casos reportados no sábado pelas autoridades sanitárias transalpinas.

Itália é o segundo país com mais mortos (23.660, em quase 179 mil casos), apenas atrás dos Estados Unidos da América, que lideram em óbitos (39.090) e em casos de infeção confirmados (mais de 735 mil). Depois seguem-se Espanha (20.453 mortos, mais de 195 mil casos), França (19.718 mortos, mais de 151 mil casos) e Reino Unido (15.464 mortos, mais de 114 mil casos).

A nível global, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 160 mil mortos e infetou mais de 2,3 milhões de pessoas em 193 países e territórios. Mais de 518 mil doentes foram considerados curados.

Publicidade