Três novos voos charter vão fazer a ligação Luanda-Lisboa e Luanda-Porto em abril, para trazer cidadãos de regresso a Portugal, na sequência do encerramento do espaço aéreo de Angola no dia 20 de março.

Os voos estão a ser anunciados pela agência Space Viagens e realizam-se nos dias 13 e 14 entre Luanda e Lisboa e 16 de abril entre Luanda e Porto.

Vários outros voos vão realizar-se ainda este mês, organizados pela Alive (dois voos entre Luanda e Lisboa, a 9 e 17 de abril),  Across (14 de abril) e Travelgest (16 de abril).

Angola fechou a 20 de março último as fronteiras aéreas, terrestres e marítimas à circulação de pessoas, para tentar conter a propagação da Covid-19, mas tem autorizado voos especiais para cidadãos estrangeiros que desejam regressar aos seus países de origem.

O país regista até ao momento 17 casos de infeção com o novo coronavírus, dos quais dois resultaram em morte e dois já recuperados.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 1,4 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 82 mil.

Dos casos de infeção, cerca de 260 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu, com mais de 750 mil infetados e mais de 58 mil mortos, é aquele onde se regista o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, contabilizando 17.127 óbitos em 135.586 casos confirmados até terça-feira.

O número de mortes provocadas pela covid-19 em África ultrapassou as 500 nas últimas horas num universo de mais de 10.500 casos registados em 52 países, de acordo com a mais recente atualização dos dados da pandemia naquele continente.

Publicidade