Moçambique registou, nas últimas 24 horas, mais oito casos de infeção pelo novo coronavírus, elevando o número total de 107 para 115 doentes, anunciou hoje a diretora nacional de Saúde Pública.

“Dos 373 novos casos suspeitos testados nas últimas 24 horas, 365 revelaram-se negativos para a covid-19 e oito foram positivos”, disse Rosa Marlene, na atualização de dados no Ministério da Saúde em Maputo.

Os oito indivíduos são moçambicanos e, entre eles, há duas crianças de 1 e 5 anos.

Dos oito casos, quatro apresentam sintomatologia leve e os restantes não apresentam sintomas da doença.

“Todos os casos que registamos nas últimas 24 horas estão em isolamento domiciliar”, declarou Rosa Marlene.

Do total de casos registados no país, 42 são dados como recuperados e o país não registou vítimas mortais.

No total, Moçambique realizou 5.119 testes, fez o rastreio de 668.480 pessoas, das quais 13.856 foram submetidas a quarentena, estando 1.652 em seguimento.

O país, sem registos de óbitos, vive em estado de emergência desde 01 de abril e até final de maio, com espaços de diversão e lazer encerrados, proibição de todo o tipo de eventos e de aglomerações, recomendando-se à população que fique em casa, se não tiver motivos de trabalho ou outros essenciais para tratar.

Durante o mesmo período, há limitação de lotação nos transportes coletivos com obrigatoriedade do uso de máscaras, as escolas estão encerradas e a emissão de vistos para entrar no país está suspensa.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 297 mil mortos e infetou mais de 4,3 milhões de pessoas em 196 países e territórios. Mais de 1,5 milhões de doentes foram considerados curados.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Publicidade