A 7.ª Edição da Feira Internacional de Tecnologias Ambientais, “Ambiente Angola 2020”, que estava prevista para 5 a 8 de junho em Luanda, foi adiada devido à covid-19, anunciou hoje o Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente (MINCULTA).

O evento iria decorrer, na Baía de Luanda, sob o lema “Promover a Economia Circular em Todos os Setores da Vida Nacional”, numa parceria com a Eventos Arena.

“O adiamento deve-se à pandemia da covid-19 que assola o mundo”, justifica o ministério.

“O MINCULTA informa sobre o adiamento aos expositores, palestrantes e participantes, a fim de evitar prejuízos avultados, sabendo antecipadamente que haverá sempre perdas de natureza diversa”, refere-se no comunicado.

A Eventos Arena adiantou, entretanto, que prevê adiar o evento para 31 de janeiro de 2021, aguardando ainda pela confirmação do ministério da tutela.

O evento pretende refletir “o que de melhor se tem feito no reaproveitamento do lixo, quer para reciclagem, quer para a transformação em material diverso, quer para geração de energia”.

Angola tem 48 casos da covid-19 e dois mortos.

Em África, há 2.764 mortos confirmados, com mais de 84.500 infetados em 54 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia naquele continente.

 A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 315.000 mortos e infetou mais de 4,7 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 1,7 milhões de doentes foram considerados curados.

Publicidade