O primeiro-ministro timorense, Taur Matan Ruak, retirou hoje o seu pedido de demissão do cargo, que apresentou ao chefe de Estado no dia 22 de fevereiro, devido à pandemia, anunciou o próprio aos jornalistas.

Taur Matan Ruak, que falava depois da sua reunião semanal com o Presidente da República, explicou que tomou a decisão de recuar no pedido de demissão tendo em conta a situação de emergência que se vive no país por causa da pandemia de covid-19.

Publicidade