São Tomé e Príncipe registou, nas últimas 48 horas, 15 casos positivos de covid-19, totalizando atualmente 499 infeções acumulados do novo coronavírus, anunciou a porta-voz do Governo.

De acordo com a porta-voz do Ministério da Saúde, Isabel Pontes, foram realizados entre quarta-feira e hoje 37 testes rápidos, dos quais quase metade tiveram resultado positivo para a infeção pelo novo coronavírus.

Segundo a representante do executivo, no hospital de campanha estão cinco pessoas internadas a receber tratamento, 414 estão em isolamento domiciliar e outras três estão nos serviços sintomáticos respiratórios.

No entanto, o Governo espera os resultados de 600 amostras enviadas esta semana para testes num laboratório no Gana.

Fonte sanitária disse hoje à Lusa que “os resultados destes testes estão a chegar aos poucos”, devendo o executivo divulgá-los “nos próximos dias”.

Em África, há 4.606 mortos confirmados em mais de 162 mil infetados em 54 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia naquele continente.

Entre os países africanos que têm o português como língua oficial, a Guiné-Bissau lidera em número de infeções (1.339 casos e oito mortos), seguida da Guiné Equatorial (1.306 casos e 12 mortos), São Tomé e Príncipe (499 casos e 12 mortos), Cabo Verde (502 casos e cinco mortes), Moçambique (316 casos e dois mortos) e Angola (86 infetados e quatro mortos).

O país lusófono mais afetado pela pandemia é o Brasil, com 32.548 mortes e mais 584 mil contaminados, sendo o segundo do mundo em número de infeções, atrás dos Estados Unidos (mais de 1,8 milhões) e à frente da Rússia (mais de 440.500).

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 385 mil mortos e infetou mais de 6,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 2,8 milhões de doentes foram considerados curados.

Publicidade