Vinte e nove casinos vão reabrir as portas a partir desta quinta-feira e 12 permanecem encerrados, anunciaram as autoridades da capital mundial do jogo, uma das regiões que identificou casos de infeção pelo coronavírus Covid-19.

Em conferência de imprensa, as autoridades indicaram ainda que a reabertura de 29 dos casinos corresponde a 1.800 mesas de jogo, um terço do total no território, e que os outros 12 solicitaram um prorrogamento do prazo.

Após 15 dias de encerramento, o Governo de Macau anunciou na segunda-feira que os casinos poderiam reabrir portas a partir desta quinta-feira, dando 30 dias às operadoras para voltarem à atividade.

Já a secretária para os Assuntos Sociais e Cultura, Ao Leong U, e o diretor dos Serviços de Saúde, Lei Chin Ion, deram ainda conta da criação de um posto de inspeção provisório, no qual serão efetuados rastreios às pessoas que cheguem a Macau oriundas de zonas consideradas de alto risco.

O número de infetados com o coronavírus Covid-19 em Macau desceu para quatro após uma nova alta hospitalar, divulgaram na mesma conferência de imprensa os Serviços de Saúde.

Dos 10 casos registados em Macau, este é o sexto paciente a receber alta, continuando internadas outras quatro pessoas.

Trata-se de um homem de 66 anos, que esteve 28 dias hospitalizado, oriundo da cidade chinesa de Wuhan, onde começou o novo coronavírus que já matou mais de duas mil pessoas a nível mundial.

Dos 1.437 casos suspeitos em Macau, 1.422 foram excluídos pelas autoridades, com cinco à espera de resultados de análises, não existindo neste momento pessoas em isolamento.

Nas últimas 24 horas foram efetuados 110 testes, sublinharam as autoridades de saúde, no dia em que se cumpre o 15.º dia sem novos casos no território.

As autoridades de Macau anunciaram ainda que vão começar a reabrir, gradualmente, alguns parques de lazer, mas voltaram a reiterar o apelo à população para que evite sair de casa e a concentração de pessoas, porque o combate à “epidemia ainda não terminou”.

O coronavírus Covid-19 provocou 2.004 mortos na China continental e infetou mais de 74 mil a nível mundial.

Além das vítimas mortais no continente chinês, há a registar dois mortos na região chinesa de Hong Kong, um nas Filipinas, um no Japão, um em França e um em Taiwan.

Publicidade