A pandemia de covid-19, já fez pelo menos 370.261 mortos em mais de seis milhões de casos registado sem todo o mundo, indica um balanço da agência France-Presse referente às 19:00 GMT de hoje.

No total, foram oficialmente diagnosticados 6.113.340 casos em 196 países e territórios desde o início da pandemia em dezembro de 2019, dos quais 2.520.800 foram considerados curados.

Desde a contagem feita no sábado, às 19:00 GMT (20:00 em Lisboa), 3.666 novos óbitos e 123.415 novos casos foram registados em todo o mundo. Os países com mais mortes são o Brasil, com 956, Estados Unidos (698) e México (364).

A AFP alerta que o número de casos diagnosticados reflete apenas uma fração do total real de infeções, pois alguns países estão a testar apenas pacientes gravemente doentes e com internamento hospitalar, enquanto outros usam o teste como uma prioridade para o rastreamento, e muitos países pobres têm apenas capacidade limitada de rastreamento.

Os Estados Unidos, que registaram o primeiro caso no início de fevereiro, são o país mais afetado tanto em número de casos como em número de mortos, com 104.051 mortes em 1.778.515 casos, e pelo menos 416.461 pessoas foram declaradas curadas.

Depois dos Estados Unidos, os países mais afetados são o Reino Unido, com 38.489 mortos em 274.762 casos, a Itália, com 33.415 mortos (233.019 casos), o Brasil (28.834 mortos em 498.444 casos) e a França (28.802 mortos em 188.882 casos).

Entre os países mais atingidos, a Bélgica continua a ser o que apresenta maior número de mortes face à sua população, com 82 mortes por cada 100.000 habitantes, seguida pela Espanha (58), Reino Unido (57), Itália (55) e França (44).

A China (excluindo os territórios de Macau e Hong Kong), onde a pandemia teve início no final de dezembro, contabilizou oficialmente um total de 83.001 casos (dois novos entre sábado e hoje), dos quais 4.634 mortos (zero novos) e 78.304 curados.

Desde sábado, o Ruanda anunciou a primeira morte ligada à covid-19 no seu território.

A Europa totalizava hoje 178.080 mortes em 2.151.192 casos, os Estados Unidos e o Canadá 111.399 mortos (1.869.442 casos), a América Latina e Caraíbas 50.711 mortes (990.972 casos), a Ásia 16.273 mortos (542.951 casos), o Médio Oriente 9.487 mortes (404.261 casos), África 4.179 mortes (145.962 casos) e a Oceânia 132 mortes (8.565 casos).

O balanço foi realizado a partir de dados recolhidos pela agência France-Presse com base nos dados das autoridades nacionais e da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Publicidade