O voo charter Luanda-Lisboa da Hi Fly, agendado para terça-feira, vai transportar gratuitamente para o Porto os passageiros que assim o desejem e garantir conexões com Paris e Londres.

Segundo a agência de viagens Across serão realizados voos de conexão às capitais francesa e britânica na quarta-feira, 15 de abril.

O voo Travelgest-Air Europa que estava agendado para 16 de abril ficou sem efeito, encontrando-se os passageiros que iriam usar este voo garantidos no de 14 de abril, informou a agência de viagens.

Angola fechou as suas fronteiras aéreas em 20 de março, para conter a pandemia provocada pelo novo coronavírus, mas tem autorizado voos especiais para que os cidadãos estrangeiros que ficaram retidos possam regressar aos seus países.

Foram até agora identificados 19 casos positivos de infeção pelo novo coronavírus, com registo de dois óbitos e quatro pacientes recuperados.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já provocou mais de 114 mil mortos e infetou mais de 1,8 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Dos casos de infeção, quase 400 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

A China registou 108 novos casos nas últimas 24 horas, dez dos quais de contágio local, o número mais alto desde 28 de março.

O número total de infetados na China desde o início da pandemia é de 82.160, dos quais 3.341 morreram e, até ao momento, 77.663 pessoas tiveram alta.

Os Estados Unidos da América são o país que regista o maior número de mortes, contabilizando 22.109 até hoje, e aquele que tem mais infetados, com mais de 557 mil casos confirmados.

Em África, há registo de 788 mortos num universo de mais de 14 mil casos em 52 países.

Publicidade