De acordo com o sítio ´online´ dos galardões, as curtas-metragens “Cães que ladram aos pássaros”, de Leonor Teles, e “Les Extraordinaires Mésaventures de la jeune fille de pierre”, de Gabriel Abrantes, foram escolhidos pela organização.

Os Prémios Europeus de Cinema visam reconhecer a excelência dos filmes produzidos na Europa, e são entregues anualmente pela Academia Europeia de Cinema, composta por cerca de 3.500 profissionais do meio.

A 32.ª cerimónia dos Prémios Europeus de Cinema vai realizar-se em Berlim, Alemanha, no dia 07 de dezembro, com o anúncio dos vencedores.

“Cães que ladram aos pássaros”, de Leonor Teles acompanha os dias de verão de Vicente e da sua família, obrigados a sair da sua casa no centro do Porto, por força da especulação imobiliária, e teve a sua estreia mundial no Festival Internacional de Cinema de Veneza, em setembro deste ano.

Produzido em Portugal, o filme, de 20 minutos, tem argumento de Leonor Teles, Vicente Gil, Salvador Gil, Maria Gil & Francisco Mira Godinho, e é produzido por Filipa Reis, Leonor Teles & João Miller Guerra.

Por seu lado, “Les Extraordinaires Mésaventures de la jeune fille de pierre” é uma curta de 20 minutos escrita e dirigida por Gabriel Abrantes, produzida pelo cineasta português e por Justin Taurand, numa coprodução luso-francesa.

O filme – com a história de uma escultura do Louvre que foge para as ruas de Paris por estar farta de ser uma ornamentação – foi apresentado em maio na 51.ª Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes.

Na mesma categoria foram nomeados “Watermelon Juice”, de Irene Moray (Espanha), “The Christimas Gift”, de Bogdan Muresanu (Roménia/Espanha), e “Reconstruction”, de Jirí Havlícek & Ondrej Novák (República Checa).

Nas nomeações para o Prémio Fipresci estão “Aniara”, de Pella Kågerman (Suécia/Dinamarca), “Atlantis”, de Mati Diop (Senegal/Bélgica/França), “Blind Spot”, de Tuva Novotny (Noruega/Dinamarca), “Irina”, de Nadejda Koseva (Bulgária), “Les Miserables”, de Ladj Ly (França), e “Ray & Liz”, de Richard Billingham (Reino Unido).

Na categoria de cinema de animação estão nomeados “Bunuel en el Laberinto de Las Tortugas”, de Salvador Simó (Espanha/Holanda), “J´ai perdu mon corpos”, de Jérémy Clapin (França), “L´Extraordinaire voyage de Marona”, de Anca Damian (França/Bélgica/ Roménia), e “Les hirondelles de Caboul”, de Zabou Breitman (França/Luxemburgo/Suíça).

Publicidade