O caso foi detetado num homem residente de Macau, de 69 anos, “com antecedentes clínicos relacionados com doenças crónicas”. O estado de saúde do paciente “é considerado crítico”, de acordo com um comunicado das autoridades.

Este é o quinto caso de ‘legionella’ registado este ano na região administrativa especial chinesa.

Na mesma nota, os Serviços de Saúde informam que a bactéria vive, essencialmente, “em ambientes aquáticos naturais” e que “não se propaga através de contacto entre humanos ou pelo consumo de alimentos”.

A manutenção periódica dos abastecimentos de água é uma das medidas preventivas aconselhadas pelas autoridades.

A doença do legionário, provocada pela bactéria ‘Legionella pneumophila’, contrai-se por inalação de gotículas de vapor de água contaminada (aerossóis) de dimensões tão pequenas que transportam a bactéria para os pulmões, depositando-a nos alvéolos pulmonares.

Publicidade