O músico Dino d’Santiago atuou na sexta-feira em Paris, uma cidade que considera entender bem o seu “som”, levando portugueses e cabo-verdianos ao rubro com músicas dos trabalhos mais recentes “Mundu Nôbu” e “SOTAVENTO”.

“O ‘SOTAVENTO’ veio fechar o ciclo do “Mundu Nôbu”, agora é um momento de tournée. É ir para a estrada. Estar aqui em Paris é realizar um sonho com este projeto. Porque é uma cidade que vai entender bem este som. Depois temos Londres e ainda temos coisas em Portugal”, disse Dino d’Santiago em declarações à Agência Lusa antes da atuação.

O concerto decorreu na sexta-feira à noite na sala La Maroquenerie, no 20º bairro da capital francesa, e foi seguido da atuação de Branko, antigo integrante do grupo Buraka Som Sistema. Com uma forte presença de portugueses, cabo-verdianos e luso-descendentes, os sons do funaná dominaram a noite a pedido da audiência, algo que Dino d’Santiago já antecipava.

Publicidade