A Polícia Judiciária (PJ) cabo-verdiana anunciou hoje a detenção da diretora financeira dos Jogos Africanos de Praia, que terminaram na semana passada na ilha do Sal, por suspeita da prática dos crimes de peculato e infidelidade administrativa.

Em comunicado, a PJ de Cabo Verde refere que a responsável foi detida fora de flagrante delito, por suspeitas da prática dos crimes de peculato e infidelidade administrativa, no valor superior a três milhões de escudos (27 mil euros).

A mesma fonte adiantou que a arguida foi contratada para a função em dezembro de 2018, tendo os referidos jogos sido realizado recentemente na ilha do Sal, com a participação de 43 países e cerca de 800 atletas.

Aquela polícia acrescentou que a detida será presente ao tribunal da Comarca da Praia, para primeiro interrogatório e aplicação das medidas de coação.

Os Jogos Africanos de Praia, considerado o maior evento desportivo alguma vez realizado em Cabo Verde, terminaram no dia 24 de julho, com a vitória de Marrocos, tendo o país anfitrião ficado em quarto lugar, com a conquista de 10 medalhas.

Publicidade