Em comunicado enviado à Lusa, a Gapi, instituição financeira de apoio ao desenvolvimento, refere que o empresário português Miguel Costa conseguiu, para a sua companhia Mariscos do Índico, a certificação de origem “Made in Mozambique”, após investir no processamento de produtos pesqueiros no distrito de Angoche, província de Nampula, no norte do país, resgatando uma unidade ameaçada de liquidação pela banca.

“Centenas de pescadores de pequena escala, tendo acesso a serviços de congelação, processamento e comercialização, colocam o seu pescado em mercados que valorizam muito melhor o produto do seu trabalho, com a intervenção da Mariscos do Índico”, lê-se no texto.

Publicidade