O ministro Manuel Augusto, citado pela agência noticiosa angolana Angop, que enviou à Turquia um repórter, falava no final do encontro que manteve com o seu homólogo turco, Mevlut Çavusoglu, com o foco no estreitamento das relações bilaterais, no quadro da visita de trabalho de três dias ao país europeu.

“Há uma cooperação comercial informal entre homens de negócios dos dois países, há um potencial de cooperação que precisa ser dinamizado e enquadrado. Foi por esta razão que me desloquei a Antália [sul da Turquia, junto ao mar Mediterrâneo], para discutir com o meu homólogo o caminho a seguir”, disse, sem adiantar as áreas de interesse mútuo.

O chefe da diplomacia angolana explicou também que o convite de Mevlut Çavusoglu surgiu na sequência de um encontro realizado em 2018, à margem da Cimeira dos BRICS, em Joanesburgo, entre o chefe de Estado de Angola, João Lourenço, e o da Turquia, Recep Erdogan, onde se decidiu elevar as relações bilaterais para satisfazer a comunidade de negócios dos dois países.

Os diplomatas acordaram também a assinatura de vários acordos, num futuro breve, e passaram em revista algumas ações já em curso.

“Foi um encontro muito proveitoso que terá sequência com reuniões técnicas e esperamos ter em breve, entre os dois países, um encontro ao mais alto nível”, concluiu.

Na reunião foram ainda analisados assuntos como a situação na Síria, Médio Oriente e das regiões onde Angola está inserida, nomeadamente as Áfricas Austral e Central.

Segundo os dados referentes a 2016, a balança comercial entre a Turquia e Angola situou-se em cerca de 134 milhões de dólares (116,5 milhões de euros).

Angola e a Turquia estabeleceram relações diplomáticas a 09 de julho de 1980 e as de cooperação começaram em 2008, depois da assinatura, em Ancara, do Acordo de Cooperação Comercial, Económica e Técnica entre os dois governos.

Os dois estados têm igualmente assinado um Memorando de Entendimento entre as autoridades aeronáuticas, bem como um Processo Verbal da I Sessão da Comissão Conjunta de Comércio, Cooperação Económica e Técnica, e um Acordo no domínio do ensino superior.

Nos encontros de hoje, o ministro das Relações Exteriores angolano, que regressa domingo a Luanda, esteve acompanhado pelo embaixador de Angola na Turquia, José Patrício, antigo embaixador angolano em Portugal, bem como em Cabo Verde, Estados Unidos e na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa e na Organização dos Estados Americanos.

O embaixador da Turquia em Angola, Aply Ay, está em funções em Luanda desde janeiro deste ano, tendo, em vários encontros, indicado que Ancara “tem muito interesse em investir” no país africano, nomeadamente nos setores agropecuário, infraestruturas e energético.

Publicidade