“A nossa amizade data de dezembro de 1818, quando o primeiro consulado dos Estados Unidos para a África Subsaariana foi aberto em Cabo Verde. Temos mantido uma ligação forte e duradoura por 200 anos”, lê-se numa nota de imprensa assinada pelo secretário de Estado.

O diplomata norte-americano destacou o “acordo mútuo para um boa governação, segurança marinha e prosperidade económica” entre os dois países.

“Os Estados Unidos celebram esta importante ocasião das relações de 200 anos e continua comprometido com a nossa parceria”, acrescentou o responsável governamental.

Mike Pompeo lembrou ainda o acordo de defesa e segurança entre os dois países.

O Acordo de Estatuto de Forças (‘Status Of Forces Agreement’, SOFA, na sigla em inglês) foi assinado em 25 de setembro de 2017 e estabelece um quadro de parceria e cooperação aplicável ao pessoal e aos contratantes dos Estados Unidos que estejam temporariamente em Cabo Verde, no âmbito de visitas de navios, formação, exercício, atividades humanas e outras.

O SOFA foi ratificado pelo Presidente cabo-verdiano, Jorge Carlos Fonseca, em setembro deste ano, tendo sido contestado, no mês seguinte, pelo principal partido da oposição.

Em outubro, o Partido Africano para a Independência de Cabo Verde (PAICV) apresentou um pedido de fiscalização ao Tribunal Constitucional, para verificar a legalidade de algumas normas do acordo entre os dois países.

Publicidade