O primeiro Festival Internacional de Cinema Infanto-juvenil “MINIs” arrancou hoje, no Centro Cultural Português, Cidade da Praia, com casa cheia de crianças para assistir à estreia do filme brasileiro “Tainá – A Origem” de Rosane Svartman.

O MINIs, uma iniciativa do Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa (FESTin) e de agentes culturais de Cabo Verde, segundo a coordenadora do CCP, Andreia Mendes, surgiu na sequência da primeira edição do FESTin, realizada em 2018.

Este festival, que vai até ao dia 23, segundo a directora do FESTin, Leila Teixeira, visa dar resposta a uma lacuna que existe no país em relação à cultura do cinema para os jovens e as crianças.

A mesma fonte reconheceu que não foi fácil organizar este festival, uma vez que existe uma escassez de filmes para o público infantojuvenil em língua portuguesa.

“Tivemos muita dificuldade, mas conseguimos uma programação bastante rica, onde temos filmes do Brasil, Portugal, e Itália, mas esperemos no próximo ano conseguir abranger outros países, porque afinal das contas é um festival internacional”, disse.

Para a estreia do MINIs, que contou com casa cheia, a organização escolheu o filme brasileiro “Tainá – A Origem” de Rosane Svartman, 88minutos, que conta a história de uma criança indiana da Amazónia que, com o apoio de algumas pessoas, parte para derrotar os malfeitores, desvendando o mistério da sua própria origem.

Leila Teixeira disse que as crianças presentes estão todas expectantes e com os olhos fixos na tela, devido ao “entusiasmo” e à “ansiedade” para saber como é que termina a história desta criança de cinco anos.

O festival MINIs, para além de possibilitar as crianças e os adolescentes de 3 a 15 anos o contacto com filmes que falam a sua língua, oferece ainda a oportunidade de os mesmos participarem no concurso de realização de filmes de um minuto sobre o meio ambiente, através do telemóvel.

Podem participar miúdos de 8 a 12 anos, residentes em Cabo Verde, e estes podem ser auxiliados pelos pais na realização dos filmes. As curtas devem ser enviadas para minisfestival@gmail.com e as nove melhores curtas receberão prémios oferecidos pela Unitel T+.

Até agora, informou, já receberam 23 propostas, sendo a maioria de participantes da Cidade da Praia e do Mindelo (São Vicente) e devido à demanda resolveram alargar o prazo de entrega para o dia 21.

“Até o momento, recebemos 23 propostas, o que acho excelente e é um bom número porque é a primeira vez e esperemos que venham bons filmes e quem sabe futuros cineastas”, sublinhou.

Paralelamente ao MINIs, arranca hoje à noite o FESTin, no Centro Cultural Brasileiro.

O FESTin, que já vai na sua 10ª edição em Portugal, realiza-se pelo segundo ano consecutivo em Cabo Verde, com exibições na Cidade da Praia, Cidade Velha e em São Vicente, em que até o dia 23, serão exibidas longas e curtas-metragens de Portugal, Brasil e Moçambique.

Publicidade