A curta-metragem de animação “Tio Tomás, A Contabilidade dos Dias”, da realizadora portuguesa Regina Pessoa, foi nomeada para os prémios da Academia Canadiana de Cinema e Televisão, estando também nomeados os lusodescendentes Nelson Ferreira e Pedro Pires.

“Tio Tomás”, uma coprodução entre Portugal, França e Canadá, é nomeado para melhor curta-metragem de animação, a par de “Docking”, de Trevor Anderson, “Giant Bear”, de Neil Christopher, Daniel Gies e Emily Paige, “Pinch”, de Diego Maclean, e “Shannon Amen”, de Chris Dainty.

Na categoria de melhor fotografia em documentário, surge o lusodescendente Pedro Pires, nascido em França filho de pais portugueses e crescido no Quebeque, pelo filme “Alexandre Le Fou”, que também está nomeado para melhor longa-metragem documental.

Já Nelson Ferreira, nomeado pela primeira vez para um Óscar com “A forma da água” em 2018, surge com Dashen Naidoo, J. R. Fountain e Dustin Harris, indicado para melhor edição de som, com o filme “Run This Town”, de Ricky Tollman, estando também na equipa nomeada para a mesma categoria com “Lucky Day”.

Multipremiado nos últimos meses, “Tio Tomás” venceu o galardão de melhor curta-metragem nos prémios Annie, os chamados “Óscares” da animação, no final de janeiro.

Desde a estreia, em junho do ano passado, na Croácia, “Tio Tomás, A Contabilidade dos Dias” foi já distinguido no festival de cinema de Annecy, em França, com o prémio especial do júri, no festival Animamundi, no Brasil, nos Caminhos do Cinema Português, em Coimbra, e em Chicago, nos Estados Unidos.

Os prémios canadianos do cinema e televisão vão ser entregues em Toronto, no dia 29 de março.

Publicidade