Fime Resgate em campanha de crowdfunding.

0

Cineastas moçambicanos lançam campanha de crowdfunding A Mahla Filmes, produtora moçambicana criada pelos cineastas Mickey Fonseca e Pipas Forjaz, acaba de lançar uma campanha de crowdfunding com o objectivo de angariar os fundos necessários para produção da sua provocativa primeira longa-metragem, RESGATE. Durante cerca de 30 dias o público terá a possibilidade de contribuir financeiramente para tornar o filme independente numa realidade, através de uma página na internet criada para o efeito, de depósito ou transferência bancária, ou ainda usando os serviços mKesh e M-Pesa.

Fonseca e Forjaz são co-produtores de RESGATE. Fonseca é também o guionista e o realizador do filme, e Forjaz o director de fotografia e editor. Ao todo, esperam angariar 150 mil dólares para a produção e pós-produção. O filme conta a história de Bruno, um ex-presidiário em busca de redenção que subitamente se vê mergulhado numa rede de raptos violentos. O filme passa-se em Maputo, mas a história é universal. O trailer produzido especialmente para partilhar a visão de Fonseca e Forjaz para o filme e a capacidade de produção da Mahla Filmes durante a campanha já está disponível nos vários canais desta na internet. Ao longo dos últimos quatro anos, desde que surgiu a ideia para fazer RESGATE, a Mahla Filmes tem produzido spots televisivos, vídeos institucionais e de música com o objectivo de poupar o montante necessário para o filme. Em paralelo, investiu em equipamento (desde equipamento de câmera e luz a tracking vehicles) para reduzir os custos de produção de RESGATE e outros filmes que se seguirão. Contudo, ainda não é suficiente para produzirem a longa-metragem de acordo com a sua visão e com a qualidade que esperam atingir.

Para Fonseca e Forjaz, a principal motivação para tentar a abordagem de crowdfunding consiste em pretenderem produzir o filme de forma independente, tentando encontrar alternativas criativas para os clássicos fundos internacionais que, frequentemente, ditam aspectos como o tipo de estória que é contada, os géneros que são financiados, a contratação de fornecedores de serviços nos países de origem dos fundos, entre outros que, no entender dos dois cineastas, acabam por influenciar o cinema que é feito em Moçambique e outros países africanos. De acordo com o registo da base de dados cinematográficos IMDb, nos últimos 14 anos pouco mais de 30 filmes (ficção) foram feitos por moçambicanos. Caso a campanha seja bem sucedida, Fonseca e Forjaz esperam que esta contribua para abrir novos caminhos para os cineastas moçambicanos e africanos. Esperam, através da sua experiência, inspirar jovens cineastas a não desistirem do sonho de fazerem filmes.

Sinopse de RESGATE

Depois de passar quatro anos na famosa Cadeia Central de Maputo por roubar carros, BRUNO (34) é finalmente um homem livre e quer distância da antiga gangue. Com o apoio da dedicada namorada, MIA (28), abre uma pequena oficina de mecânica. A vida deles parece estar no caminho certo quando Bruno é surpreendido por um misterioso empréstimo bancário feito pela falecida mãe. Se não pagar USD30.000, o banco ficará com a casa que herdou. Sem dinheiro, ele está determinado a defender a dignidade da mãe e a casa. A única saída é fazer alguns ‘jobs’ para a antiga gangue. Mas, não tarda, envolve-se até ao pescoço numa rede de raptos violentos que só beneficiam o implacável novo ‘boss’ da gangue. Sentindo-se usado por este e sob pressão para pagar a dívida, Bruno forja um plano que faz estremecer a organização criminosa e põe em risco a relação com Mia e a sua própria vida.

Sobre a Mahla Filmes

Fundada em 2010 pelos cineastas moçambicanos Mickey Fonseca e Pipas Forjaz, a Mahla Filmes encarna a paixão de ambos por contar estórias relevantes através do cinema. E a sua visão do cinema como uma ferramenta para impulsionar impactos positivos e diálogo nas sociedades. A ideia para “RESGATE” surgiu há cerca de quatro anos. Desde lá, além de trabalhar incansavelmente para melhorar o guião e juntar a equipa de produção certa, a Mahla Filmes tem investido grande parte dos seus rendimentos na compra de equipamento para que este filme tenha a melhor qualidade possível e para se tornar mais independente. RESGATE é a primeira longa-metragem e primeiro filme independente da produtora moçambicana. Depois da sua estreia com a curta Mahla, entre 2009 e 2010, seguiram-se cinco curtas-metragens para a organização não-governamental moçambicana N’weti, sobre a disseminação do HIV e a violência baseada no género no país. Duas dessas curtas, Dina (realizador: Mickey Fonseca) e O Lobolo (realizador: Michele Mathison) foram distinguidas com prémios internacionais de cinema. www.mahlafilmes.com

Publicidade