França e Alemanha propõem plano de relançamento de 500 mil milhões de euros

Publicidade