“A equipa política americana, pela maneira atual de fazer as coisas, mostra que subestima a nossa força”, declarou Ren Zhengfei, numa entrevista à estação estatal chinesa CCTV.

Em contexto de guerra comercial e rivalidade tecnológica entre Pequim e Washington, o Presidente norte-americano, Donald Trump, decidiu na semana passada interditar as exportações de produtos tecnológicos norte-americanos para algumas empresas consideradas “de risco” para a segurança nacional.

O conglomerado Huawei encontrou-se assim na lista negra de Washington.

“A 5G da Huawei não será afetada” prometeu Zhengfei, acrescentando que “nem daqui a dois ou três anos” outras empresas vão conseguir competir com a gigante chinesa no que diz respeito à quinta geração móvel.

Publicidade