O Governo da Guiné-Bissau felicitou hoje, em comunicado, o comportamento das forças de defesa e segurança do país pela paz e estabilidade e pediu para continuarem equidistantes da política.

Num comunicado divulgado à imprensa, depois da reunião do Conselho de Ministros, pode ler-se que o Governo felicita as “forças de defesa e segurança pelo clima de paz e estabilidade reinantes no país” e pede para “continuarem equidistantes do jogo político conforme estabelecido na Constituição da República”.

O Governo guineense garante também que não vai poupar esforços para “garantir a paz, a segurança e a livre circulação de pessoas e dos seus bens em toda a extensão do território nacional, particularmente nesta fase em que já se iniciam movimentações políticas no âmbito das eleições presidenciais”.

A Guiné-Bissau tem eleições presidenciais previstas para 24 de novembro, estando a segunda volta, caso seja necessária, marcada para 29 de dezembro.

A campanha eleitoral, em que vão participar 12 candidatos, vai decorrer entre 01 e 22 de novembro.

O Conselho de Ministros deliberou também baixar os preços para aquisição de passaportes ordinários nas representações diplomáticas.

Publicidade