“Trata-se de um projeto ambicioso para os moçambicanos e vai na dimensão das necessidades e capacidade”, disse o chefe de Estado moçambicano, no lançamento da primeira pedra do primeiro hospital no distrito de Matutuine, província de Maputo.

O programa, cujas obras de arranque estão agendadas para 2020, tem o objetivo de garantir que, num curto espaço de tempo, Moçambique expanda a cobertura de serviços de saúde de qualidade a todas as regiões do país, com destaque para as zonas rurais.

“A saúde é um direito de todos e uma forma de inclusão e justiça social”, acrescentou o Presidente moçambicano.

Segundo Nyusi, a ideia é erguer as novas infraestruturas perto da população, considerando que o projeto é fundamental para o seu bem-estar.

O programa está a ser implementado pelo Ministério da Saúde, em coordenação com o Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural.

Publicidade