O ministro da Presidência sul-africana, Jackson Mthembu, citado pela agência noticiosa governamental, disse que a conferência “refletirá sobre os 25 anos de democracia na África do Sul e oferecerá perspetivas sobre os próximos 25 anos na trajetória de desenvolvimento do país”.

O Presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa, que é também presidente do Congresso Nacional Africano (ANC, sigla em inglês), o partido no poder, fará o discurso de abertura da conferência de dois dias, que o executivo sul-africano pretende realizar em parceria com o Instituto Mapungubwe de Reflexão Estratégica, a UJ e a Presidência da República, em 23 de julho, adiantou Mthembu.

“A conferência contará com a participação de académicos, líderes governamentais e representantes dos parceiros sociais, nomeadamente o patronato, trabalhadores, comunidade e juventude”, salientou.

A África do Sul comemora este ano 25 anos de democracia no país desde a queda do ‘apartheid’ em 1994.

Publicidade