Um consórcio estatal chinês anunciou ter assinado um contrato com a Eletricidade de Moçambique (EDM) para a conceção e instalação de uma rede de transmissão e transformação elétrica em Moçambique.

Em comunicado, divulgado na segunda-feira, a China Energy Engineering International Co Ltd indicou ter formado a 26 de setembro um consórcio com a companhia-mãe, o grupo estatal chinês China Energy Engineering Corp (CEEC).

O contrato inclui a instalação de duas linhas de transmissão de 400kv, uma com 110 quilómetros de extensão e outra com 228 quilómetros, assim como a construção ou expansão de cinco subestações elétricas nas regiões de Chibata e Dondo, no centro e norte de Moçambique.

O projeto vai reforçar a estabilidade e segurança do fornecimento energético no centro e norte de Moçambique, garantiu a empresa.

Este é o primeiro projeto da CEEC no setor elétrico de Moçambique, pode ler-se na mesma nota.

Em agosto, o jornal moçambicano O País noticiou que a Somagec Moçambique, uma outra subsidiária da CEEC, vai construir até 2022, em cooperação com a EDM, uma central termoelétrica a carvão no distrito de Nacala-a-Velha, na província de Nampula, com capacidade para gerar 200 megawatts de eletricidade.

Publicidade