Numa mensagem, divulgada nas redes sociais, Umaro Sissoco Embaló disse que há um Presidente eleito e que não vai excluir ninguém, pedindo às pessoas que tiveram confiança nele para abraçarem as do outro lado.

A candidatura à segunda volta das presidenciais da Guiné-Bissau do general Umaro Sissoco Embaló reivindicou segunda-feira a vitória nas eleições de domingo, com base nos dados apurados pelo seu gabinete político e estratégico.

Umaro Sissoco Embaló disse também que segunda-feira recebeu uma chamada de Domingos Simões Pereira a felicitá-lo e sentiu um homem democrata e republicano.

O general desejou também um bom Ano Novo a todos os que se candidataram às presidenciais, salientando que todos têm lugar na Guiné-Bissau de forma direta ou indireta.

Aos “bons quadros” que estão fora, Umaro Sissoco Embaló pediu para voltarem para a Guiné-Bissau.

Mais de 760.000 guineenses foram chamados às urnas no domingo para escolherem o próximo Presidente da Guiné-Bissau entre Umaro Sissoco Embaló e Domingos Simões Pereira.

A Comissão Nacional de Eleições divulga na quarta-feira os resultados das presidenciais.

Publicidade