O Embaixador guineense em Conacri, Ernesto Muntaga Jalo procedeu hoje a entrega ao Chefe de Estado-maior General das Forcas Armadas de alguns materiais e objectos usados por Amílcar Cabral  na Luta de Libertação Nacional.

Na ocasião, Biaguê Na Ntan exortou a juventude guineense a pesquisar a história da luta de libertação nacional no museu da fortaleza de Amura.

O Chefe Estado-maior das Forças Armadas apelou também aos combatetentes da liberdade da pátria que ainda dispõe de materiais utilizados na luta, para o levarem ao museu da luta de libertação nacional.

Por sua vez, o embaixador Ernesto Muntaga Jalo anunciou a inauguração no próximo dia 24 de Setembro de uma estátua de bronze do líder da Luta no local em que foi assassinado em Conacri.

No ato, o Ministro da Defesa do governo demitido, Eduardo Costa Sanhá, agradeceu ao estado da Guine-Conacri pela partilha dos materiais importantes para a história do país.

Dos objectos entregues constam um armário vertical de arquivos e dois outros pequenos de ficheiros, um antigo modelo de ar condicinado, uma máquina dactilografa, quatro cadeiras e uma mesa de jantar.  

Publicidade