O Presidente guineense, José Mário Vaz, convocou para terça-feira o Conselho de Estado para analisar o nome do novo primeiro-ministro do país que prometeu indigitar no decurso desta semana, disse à Lusa fonte da presidência.

A reunião do Conselho de Estado, órgão de consulta não vinculativa do Presidente guineense, está marcada para começar às 16h00 no palácio da presidência, em Bissau.

Têm assento no órgão o líder do Parlamento, o presidente do Supremo tribunal de Justiça, o primeiro-ministro, os presidentes de partidos com representação parlamentar e cinco cidadãos indicados pelo chefe do Estado.

Também para terça-feira, mas no período da manhã, José Mário Vaz vai auscultar os cincos partido com assento parlamentar (PAIGC, PRS, PCD, PND e PCD) sobre a nomeação do primeiro-ministro, indicou a fonte da presidência guineense.

Em carta dirigida aos partidos com assento no Parlamento, o Presidente guineense indicou que o novo primeiro-ministro será nomeado nos termos e em cumprimento da alínea g do artigo 68 da Constituição do país.

Os dispositivos em questão referem que o Presidente nomeia ou exonera o primeiro-ministro tendo em conta os resultados eleitorais e ouvido os partidos com representação parlamentar.

O Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) é o vencedor das últimas eleições legislativas guineenses.

O anterior primeiro-ministro, Umaro Sissoco Embaló, anunciou a sua demissão a 12 de janeiro e, cinco dias depois, justificou em conferência de imprensa que decidiu “sair para deixar o Presidente confortável” à luz dos compromissos internacionais.

O próximo primeiro-ministro será o sexto desde as eleições legislativas de 2012.

Publicidade