Além dos seus temas muito conhecidos, o artista pintou o momento com a interpretação de hits como “Dias da Semana” (Yola Semedo), “Eu Amo” (Anna Joyce), “Amor” (Pérola), “Tu Vives Em Mim” (Kueno Aionda), “Erro Bom” (Edmázia), “Man Dani” (Ary) e “Tu És o Amor” (Yuri da Cunha).

Foi sob o olhar atento de muitos fãs e em companhia da Banda Mozangola que o respeitado cantor e produtor promoveu o referido espetáculo de emoções, momentos que ficaram marcados por muita harmonia e interação. Durante a performance, Heavy C, é responsável por vários hits, admitiu não ter o devido reconhecimento por parte de alguns músicos.

“Eles não citam nas músicas mas temos de fazer por eles”, começou por dizer antes de viajar pelas canções que não integram os seus álbuns. “Não há sucesso nesta praça que não tenha passado pelo Heavy C”, fez ainda questão de acrescentar.

Visivelmente feliz pela forma como o público rendia aplausos e o acompanhava nas canções, o cantor disparou ainda: “Podem ter passado muitos artistas por este palco, mas tenho a certeza de que nenhum deles promoveu um show assim como o meu”.

De relembrar que no show, que “soube a pouco”, segundo revelaram os presentes e a própria organização – que já fala em bis –, Heavy brindou o público com alguns dos seus temas de maior destaque, mais propriamente “Tarde Demais”, “Única”, “Dívida”, “Corno”, “Player” e “Porquê”.

Heavy-C
Heavy-C
Publicidade