Foi em Berlim, em plena Internationale Funkausstellung Berlin, a maior feira de eletrónica do mundo, mais conhecida por IFA, que a Huawei apresentou o processador que vai alimentar os futuros smartphones da marca, mas que pretende ser bem mais do que um novo “motor” para os seus modelos. Na apresentação onde estivemos também esteve implícita uma resposta tecnológica à guerra comercial com os Estados Unidos em que se viu envolvida.

“O mundo nunca viu um processador como este”, resumiu Richard Yu, CEO da divisão de consumo da Huawei. O novo Kirin 990 5G é o primeiro processador da empresa com um modem 5G integrado e o primeiro a nível mundial a chegar já ao mercado (chega com o Mate 30, a ser apresentado a 19 de setembro). A Qualcomm e Samsung ainda não têm datas de lançamento para os seus. A Huawei garante este ser “o primeiro processador SoC 5G do setor” e o primeiro a incluir no mesmo processador não só o modem 5G mas também o 4G.

“Este é o primeiro chipset com tudo integrado, um salto revolucionário em 5G e inteligência artificial, e isso poupa 36% do espaço comparativamente com os rivais, o que dá para para mais bateria, por exemplo”, explicou Richard Yu. As promessas de melhorias são significativas.

Vejamos alguns dos destaques:

– Usa um processador com 7nm Plus EUV usando um processo de litografia que inclui 10,3 mil milhões de transístores, o anterior, o Kirin 980, tinha 6,9
– 44% menos consumo de energia do que o processador mais potente da Qualcomm (20% com a potência total do 5G ativa), porque gere quando precisamos de mais potencia. Diz a empresa que é um consumo de energia em 5G ao nível do que já existe em 4G, o que é um compromisso relevante nesta altura
– Permite usar dois cartões SIM – Dual Sim – com a experiência 5G
– Performance do CPU em geral é 10% melhor que o Snapdragon 850 da Qualcomm
– Tem agora 16 core, em vez dos 10 que tinham antes (melhorias gráficas de 6% e 20% no consumo de energia)
– Melhora performance das fotos e dos vídeos com nova geração do processador de imagem, com redução do ruído (30% nas fotos e 20% nos vídeos) ao usar tecnologia das câmaras DSLR, o BM3D

O novo processador chega com o novo Mate 30, apresentado em Munique a 19 de setembro. Sem revelar pormenores sobre as questões do bloqueio dos EUA e as questões com a Google, a única coisa certa é que o novo Mate 30 terá Android 10 e as atualizações de segurança garantidas durante um ano.

FreeBuds 3, os anti-AirPods com cancelamento de ruído

A Huawei anunciou também, na mesma keynote, a atualização mais recente dos seus auscultadores sem fios, num design mais redondo e original. Os Freebuds 3 promete uma menor latência nas chamadas do que os rivais, além de melhorar o desempenho do carregamento e a introdução do cancelamento de ruído ativo (ANC).

A Huawei garante que os Freebuds 3 podem remover cerca de 15 decibéis de ruído externo. Ainda não há preços nem tão pouco datas para Portugal.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here