A artista cabo-verdiana Cremilda Medina considerou ser “extremamente especial” ter vencido o prémio “Best World Music” com o tema “Nôs Morna” numa altura em que Cabo Verde aguarda que a Morna seja considerada Património Cultural Imaterial da Unesco.

O tema “Nôs Morna” do compositor Manuel d’Novas que Cremilda Medina gravou em dueto com Tito Paris venceu, no sábado, 18, o prémio “Best World Music” (música internacional), durante a gala International Portuguese Music Awards (IPMA), que se realiza anualmente em New Bedford, Massachusetts nos Estados Unidos da América.

Cremilda Medina estava nomeada em duas categorias com o tema “Nôs Morna”, nomeadamente Music vídeo of the year e Best World Music, que venceu pelo segundo ano consecutivo.

“Esta distinção com uma Morna e que foi gravada em dueto com Tito Paris é extremamente especial, principalmente, porque Cabo Verde aguarda que a Morna seja considerada Património Cultural Imaterial da Unesco”, disse a artista em comunicado, tendo anunciado que esta música fará parte do seu próximo álbum discográfico, um trabalho que, afirmou, está a ser “estudado e preparado com muito amor”.

Ainda na sua página oficial do facebook, a jovem intérprete agradeceu a todos aqueles que lhe tem apoiado nesta sua caminhada, em especial Tito Paris, por ter aceitado juntar a sua voz nesta composição de Manuel d’Novas.

Outro artista cabo-verdiano que venceu um Award no IPMA deste ano foi Roy Job, na categoria “Song Of The Year” com o tema “Xtoria D’bo Manera”.

De referir que na edição de 2018, Cremilda Medina conquistou o prémio de “Best World Music” com uma outra composição de Manuel d’Novas, “Divôrce Um’Ca Ta Sená”, que faz parte do seu primeiro álbum de nome “Folclore”.

Publicidade