O primeiro-ministro são-tomense, Jorge Bom Jesus inaugurou esta manhã a “Grande Feira Natalícia”, no Porque da capital de São-Tomé, tendo sublinhado que “ temos de criar riqueza porque este País tem todos ingredientes para isto”.

Além do ministro da Agricultura, Pescas e Desenvolvimento Rural, Francisco Ramos, a abertura da feira contou ainda com a presença do ministro de Trabalho, Solidariedade e Familial, Adlander de Matos, Secretário de Estado do Comércio, Industria, Eugénio da Graça, o presidente da Câmara Distrital de Agua-Grande, José Maria da Fonseca bem como altos responsáveis e técnicos afetos ao sector.

Depois de percorrer por todos os espaços da “mega feira natalícia” em plena véspera do Natal, o primeiro-ministro, Jorge Bom Jesus disse a STP-Press que “ Temos de criar riqueza e este País tem todos os ingredientes para isto”.

Jorge Bom Jesus disse ainda que “ o objetivo do governo, neste momento, é o crescimento económico, empoderamento das famílias, empreendedorismo, estimular o tecido empresarial nacional e atrair investimento estrangeiro direto”.

Tendo declarado que “ o papel do governo é de abrir autoestrada para que os pequenos produtores possam circular”, Jorge Bom Jesus afirmou que “ o governo vai cumprir a sua parte, o sector produtivo, o sector real vai ter de fazer a sua parte”.

“ Temos de nos virar para o sector real de forma que haja produção”, – disse Jorge Bom Jesus, sublinhado que “ nós temos de meter na cabeça de cada são-tomense, que sem dinheiro, nós não vamos poder fazer estradas, pontes, apoiar idosos, educação, saúde…”.

Além de produtos originários do País, a feira dispõe da gastronomia são-tomense com pratos típicos, bebidas naturais do arquipélago a preços acessíveis bem como shows de músicas originárias das ilhas dentre outras ações nesta iniciativa do governo através do Ministério da Agricultura, com apoio da Câmara de Agua Grande.

Publicidade