Leão ‘assalta’ o Castelo ganha moral para a champions

O Sporting foi até ao D. Afonso Henriques aplicar uma pesada goleada ao Vitória de Guimarães, em jogo da 3.ª jornada da I Liga. Os ´leões` mostraram outra faceta, comparativamente ao último encontro (0-0 em casa com o Steaua para o play-off da Champions) e foram muito eficazes. Bruno Fernandes brilhou a jogar nas costas de Bas Dost. Uma vitória que vem dar moral a equipa antes da viagem para a Roménia onde na quarta-feira defronta o Steaua de Bucareste, em jogo da segunda-mão do play-off de acesso à fase de grupos da Champions.

0
A vitória dos comandados de Jesus explica-se não só pela eficácia ofensiva, mas também pela forma como dominaram o meio-campo, com mais um elemento que ajudava a estancar o jogo dos minhotos. A surpresa (ou talvez não) de ter Bruno Fernandes a jogar nas costas de Bas Dost, acabou por ser decisiva. Ainda se jogava o terceiro minuto do jogo, naquela fase em que os comentadores dizem que estão à procura de encaixar uma na outra quando Bruno Fernandes não quis saber nada de encaixes e ´disparou` um míssel que o jovem guarda-redes Miguel Silva só acompanhou com os olhos. Um remate a mais de 30 metros da baliza que deixou o guarda-redes dos ´conquistadores` pregado ao relvado.

Estava lançado a primeira ´bomba` no ´assalto ao castelo` da Cidade Berço. Dominando por completo o meio-campo, ganhando quase sempre as segundas bolas e tirando partido da inoperância da equipa de Pedro Martins, Jorge Jesus viu a sua equipa chegar a goleada ainda antes dos 25 minutos.

Em dois minutos Bas Dost mostrou porque é o homem-golo da equipa. O holandês mostrou o seu faro para a baliza aos 21 minutos, desviando de cabeça um livre lateral de Acuña. A defensiva minhota estava a ´dormir` e assim ficou no lance seguinte que deu o 3-0. Coentrão foi lançado na esquerda, onde havia uma ´avenida enorme`, o lateral deu dois passos e cruzou de seguida para Bas Dost encostar, sem problemas, para o 3-0. O que restava do ânimo minhoto parecia ter morrido aí com o 3-0. E ainda nem se tinha chegado aos 25 minutos de jogo.

Convém dizer que o Vitória de Guimarães tento sempre, de todas as formas: pela lateral, pela zona central, mas os caminhos estavam tapados. E quando conseguiram chegar com perigo à área leonina, lá estava Rui Patrício para resolver. O Sporting, por outro lado, já jogava com o conforto do 3-0 e apostava mais no contra-ataque, dando iniciativa de jogo aos Minhotos. Mas era preciso ter cuidado porque na época passada também a equipa de Jesus esteve a vencer por 3-0 até aos 74 minutos e acabou por ver a vitória fugir nos instantes finais, num jogo louco que ficou 3-3. O intervalo chegou com Miguel Silva a negar novo golo a Bruno Fernandes, num remate de fora da área.

No regresso após descanso, e já depois de os guarda-redes terem brilhado, Pedro Martins ainda tentou resgatar a sua equipa do marasmo em que se encontrava, lançando o avançado Rafael Martins e o extremo Sturgeon para os lugares de Zungu e Hurtado. Mas não havia medida que travasse a inspiração de Bruno Fernandes. O jovem médio voltou a receber a bola à entrada da área, e voltou a encher-se de fé, num remate potente que só terminou no fundo da baliza de Miguel Silva.

Jesus aproveitou para faze descansar Acuña, Fábio Coentrão e Mathieu, fazendo entrar Iuri Medeiros, Jonathan Silva e André Pinto. O jovem extremo teve o 5-0 nos pés, mas rematou por cima, minutos depois de Miguel Silva travar um remate de Gelson que levava selo de golo. E quando não era Miguel Silva era a trave, como ficou patente aos 82 minutos quando Bruno Fernandes rematou ao ferro. Adivinha-se o quinto golo do Sporting que chegou por Adrien Silva aos 85, a passe de Gelson Martins, após grande jogada de combinação atacante dos ´leões`. A passividade da defensiva minhota dava para tudo. Já quase a terminar foi Gelson a perder no duelo com Miguel Silva, o melhor jogador da equipa de Pedro Martins.

O Sporting junta-se assim ao Rio Ave na liderança da I Liga e aplica, para já, a goleada da prova. A equipa de Jesus continua a ser muito eficaz na defesa já que ainda não sofreu qualquer golo em quatro jogos oficiais. Em sentido contrário está o Guimarães que sofreu 10 golos em três jornadas.
Os ´leões` ganharam moral para o jogo com o Steaua, marcado para a próxima quarta-feira.

Veja o resumo do encontro

Publicidade