“A depressão tropical Kajiki atingiu terra no Vietname e atualmente está com uma distância do território superior a 800 quilómetros. Prevê-se que o sistema tropical continue a prolongar-se na mesma zona. A sua ameaça para a região está, temporariamente, reduzida”, pode ler-se no `site` dos SMG.

No entanto, ressalvaram os mesmos serviços, “espera-se que nos próximos dias o sistema tropical possa reestruturar-se e aproximar-se da costa de Guangdong (região vizinha de Macau), novamente”.

Os SMG chegaram a emitir o sinal 3 de tempestade tropical no domingo, baixando-o para 1 na segunda-feira.

A escala de alerta de tempestades tropicais é formada pelos sinais 1, 3, 8, 9 e 10, que são emitidos tendo em conta a proximidade da tempestade e a intensidade dos ventos.

Em 23 de agosto de 2017, o tufão Hato, o pior em 53 anos a atingir Macau, causou 10 mortos e mais de 240 feridos, provocando graves inundações na zona do Porto Interior.

Em meados de setembro de 2018, o tufão Mangkhut causou 40 feridos e prejuízos avaliados em 1,74 mil milhões de patacas (192 milhões de euros) em Macau, onde o sinal máximo de tempestade tropical esteve, na altura, içado várias horas.

Publicidade