Os dois chefes de Estado falavam na Sala dos Espelhos do Palácio do Quirinal, em Roma, no final de um encontro realizado durante a visita de Estado do Presidente português a Itália.

“A Europa entra num novo ciclo e nesse novo ciclo Itália e Portugal estão de acordo no essencial: é preciso que a Europa tenha uma posição comum sobre migrações”, declarou Marcelo Rebelo de Sousa, acrescentando que “Portugal agradece à Itália a coragem, quase o heroísmo, com que acolheu sozinha esse drama no momento inicial”.

Sergio Mattarella afirmou igualmente que existe “uma visão comum” entre os dois países sobre o atual quadro europeu e prometeu que a Itália irá apoiar “de todas as formas” a presidência portuguesa da União Europeia, em 2021.

Quanto às migrações, o Presidente italiano sustentou que “só a União tem a dimensão e possibilidade de afrontar o problema com eficácia” e que nenhum Estado-membro é capaz de o fazer sozinho.

Sobre esta matéria, Marcelo Rebelo de Sousa disse ainda que “Portugal tem testemunhado a sua solidariedade no acolhimento aos migrantes, no apoio à Itália” e se tem empenhado “na procura de soluções que sejam de toda a Europa, mas flexíveis, sensatas, moderadas – como é o caso daquelas recentemente objeto de consenso em Malta”.

Publicidade