Marrocos: Costa alinhado com ONU sobre Saara Ocidental, Marrocos quer ser observador da CPLP

0

O primeiro-ministro alinhou a posição portuguesa sobre o Saara Ocidental com a das Nações Unidas, enquanto o seu homólogo marroquino pediu a aprovação de Marrocos como observador da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Estas foram duas matérias de política externa abordadas na conferência de imprensa no final da 13.ª Cimeira Luso Marroquina, em Rabat.

Um jornalista marroquino questionou António Costa sobre qual a posição que agora Portugal toma em relação à questão do Saara Ocidental, com o primeiro-ministro a responder que “está alinhada com a das Nações Unidas”.

“Apoiamos o esforço do secretário-geral das Nações Unidas [António Guterres] e do seu novo representante para se encontrar uma solução durável e pacífica para essa questão”, afirmou.

Já o primeiro-ministro marroquino, Saadeddine El Othmani, ao longo da conferência de imprensa, defendeu a importância das parcerias com Portugal no continente africano e referiu os avanços alcançados pela política africana “de sua majestade Moahmmed VI” na recente cimeira União Europeia/África.

Neste contexto, pediu o apoio de Portugal para que Marrocos possa ter em breve o estatuto de observador na CPLP.

Em relação a este domínio, na conferência de imprensa, António Costa destacou a existência de “amplas oportunidades” para que Portugal e Marrocos “trabalhem em conjunto em vários países africanos”.

“Estamos a transformar uma relação de vizinhança numa relação de amizade, através da criação de uma parceria estratégica, sobretudo no continente africano. Marrocos deve ver em Portugal uma porta de entrada na União Europeia”, acrescentou.

Publicidade